l

A ideia de criarmos este podcast é juntos explorarmos a vida e obras de compositoras pouco prestigiadas ou esquecidas no mundo acadêmico musical e raramente presentes nas salas de concerto. Por desconhecimento, é muito comum ouvirmos que elas simplesmente não existem, ou que sua música não tem relevancia suficiente para que sejam interpretadas por músicos profissionais.

É por isso que decidimos criar esta série que pretende apresentar a todos que se interessam pela boa música, um pouco dessa produção feminina que é sim, muito ampla e de incrível qualidade artística.

A proposta é reparar a injustiça promovida pelos compêndios de história da música que,  apesar das inúmeras conquistas da mulher durante o século XX,  pouco ou nada comentam sobre o notável legado dessas mulheres compositoras de grandes obras da música erudita.

Assim, conclamamos historiadores, musicólogos e musicólogas, jornalistas, editores, músicos e diletantes em geral a repensarem e reescreverem a Historia da Música incluindo de uma vez por todas os nomes dessas grandes compositoras que apresentaremos aqui para vocês a cada novo episódio.

Para o nosso primeiro episódio, apresentamos um pouco da vida e obra de Marie-Juliette Olga Boulanger, mais conhecida como Lili Boulanger, nascida em Paris em 1893.

Lili é a irmã mais nova da professora e também compositora Nádia Boulanger, reconhecida como uma das maiores pedagogas do séc XX.

Aos 19 anos, Lili tornou-se a primeira mulher a ganhar o Grande Prêmio de Roma por sua cantata Faust et Hélène. Esse prêmio acabou lhe rendendo um contrato com a gravadora Ricordi.

Seu trabalho é notável pela harmonia e instrumentação, em que é possível observarmos influências de Claude Debussy e  Gabriel Fauré.

Saiba um pouco mais sobre a vida e obra de Lili Boulanger ouvindo ao nosso primeiríssimo episódio de “As Compositoras”. Basta clicar  no link abaixo e bom proveito!